quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O Não pode


Escrita em meados de 1998

O Não pode
Se não pudesse tornaria-se sem graça

O Não pode
Pois ele quer o que é dele
E não mede o que é seu

O Sim não pode
Pois não sabe o que sente
Não sabe se sabe
E não sente que sabe

O Não pode
Pois pode sempre experimentar
Soube sempre admirar
Quis ouvir e comunicar

O Sim não pode
Pois sempre pensa no passado
Sempre pensou “Ah! Se eu pudesse!”

Assim Sim e Não
Não são a mesma coisa
São diferentes

O Não responde as perguntas do Sim
Com negativas
E o Sim as do Não com negações

Há uma grande diferença nisso!

O Sim concorda
Com tudo que lhe pedem opinião
O não descorda do que não gosta

O Não gosta de tudo o que é bem gostoso
Por isso mesmo que ele pode

Mas, há uma grande chance do Sim poder!

Se ele concordar em fazer o que não pode ser feito

Um comentário: